06/01/2011

Amamentar!




(post denovo programado!)
Daí q mesmo antes de engravidar, uma coisa eu tinha certeza: eu amamentaria pelo menos por 6 meses meu filho.
Daí engravidei e continuei com essa certeza, até mais, visto q meus seios são óteeeemos pra isso. Bicos grandes e tal, então a certeza só aumentou. Meu médico sempre dizia, durante as consultas, q meus seios eram ótimos pra amamentar e q eu ia me dar bem nessa missão! Dito e feito!
Anna Laura nem precisou de muitos estímulos ao nascer pra aprender a pegar o peito. Já pegou de primeira.
Mas como tudo na vida (na minha pelo menos né...rs) tem seus altos e baixos, amamentar pra mim, hj, ñ é bem tudo aquilo q eu imaginava antes.
Claro q a cumplicidade q eu criei com a Anna ao amamentar não tem preço. O olhar dela pra mim, a mãozinha dela segurando meu seio, isso td não tem preço mesmo, de verdade. Mas daí vem as coisas nem tão boas assim.
Como ela mama MUITO, a todo instante, sem hora certa e muitas vezes apenas pra sulgar nem por fome, meus seios estão doloridérrimos, machucados e hj até saiu uma gotinha de sangue de um deles. Mas estão assim pq ela mama demais, ela sulga demais, e muitas vezes, ela pega só o bico mesmo, o q aumenta consideravelmente a dor. Dar de mamar na madrugada então, pra mim, é dificilímo! Eu to caindo de sono, e inumeras vezes, durmo com ela mamando. Um perigo!
Muitas vezes (quase todas) ela mama e dorme no peito mesmo e acaba prejudicando a alimentação dela, mas qdo é de noite, eu já to moooorta de sono, eu tiro ela do peito e nem insisto muito pra q ela continue mamando, um erro eu sei. Fora q me da uma agonia sem fim ela mamar dormindo. Eu tenho medo q ela engasgue, sei la. Prefiro tirar ela do peito e ponto final.
Eu sei de toooodos os beneficios da amamentação, sei q eu tenho q dar leite materno em LD (livre demanda) sempre até qdo ela pedir, mas sei lá, eu continuo sentindo dores e td mais e acabo nem curtindo e nem gostando tanto assim como deveria e outra, acabo me sentindo a pior das mães e das mulheres pq todo mundo gosta tanto de amamentar e eu ainda na duvida se gosto ou não, acabo achando q sim, o problema sou eu! como sempre! 
Adimitir isso assim em público é beeeem complicado pra mim!
Me sinto envergonhada de não gostar tanto assim de amamentar a minha filha. Mas por motivos físicos mesmo. Dói o seio, dói as costas.
Eu comprei esses dias, uma almofada de amamentação pra ver se amenizava essas dores. Ok, ela é boa, dá uma ajuda, mas não passa a dor em nada! Apenas apóia meu braço, o q me faz relaxar mais e daí o perigo, denovo. Eu relaxada, durmo!
Airton insistiu muito pra comprar a cadeira pra amamentar, a poltrona. Eu não quis. Hj me arrependo. Acho q ela seria ideal sim, pq eu amamento sentada no sofá e isso piora qlq situação!

Meu intuito aqui não é assustar as futuras mamães qto à amamentação não! Isso é uma coisa q EU sinto, não significa q toda mulher sinta. Tanto q tem mulher q amamenta até o filho ter 3 anos de vida, o q eu sempre achei um exagero, mas enfim! Pode ser q minha opinião ainda mude, pq não? Pode ser pq eu esteja cansada demais ainda nas primeiras semanas e td mais. Pode ser. Estou aberta à essa mudança de opinião, mesmo pq é tudo q eu mais quero, mas ainda tenho duvidas qto a isso. Do quão delicioso é amamentar, como me falavam.
Deixando BEM claro q amamentar tem sim só vantagens. Pro bebê é o ideal e disso eu sei, sou bem consciente qto a isso, é por esse motivo q eu sigo tentando, sigo amamentando, mesmo com dor e querendo desistir! Sigo por ela. Faço por ELA. Confesso q se fosse apenas pela praticidade q é (pq é né, não precisa esquentar leite e nem esterelizar mamadeira!), eu já teria sucumbido!

Isso pode ser uma fase, pode ser pq esteja tudo muito no começo ainda. Ok.
Estou disposta a esperar passar, e se o tempo passar e mesmo assim a minha opinião continuar a mesma, não tem problema. Se faz bem pra minha filha, eu sinto dores sem problemas. Hj eu não tenho mais q pensar em mim!!!! E sim nela, sempre!

Beijos

11 comentários:

Cláudia Leite disse...

Than,

Morro de medo também do bebê dormir na hora da mamada... medo de se engasgar, de não arrotar.

O médico afirmava que vc tinha a mama boa para amamentar devido o bico ser grande e estar pra fora já? Esses são os requisitos mínimos neh?

Pior que nem tenho muito o que te dizer sobre isso, nem faço idéia de como será minha experiência.
Boa sorte nas mamadas, sejam no seio ou na mamadeira.

bjo.

Carol disse...

Sabe Than, existe mulheres e mulheres e acho que ninguém tem o direito de julgar por uma situação que pra vc é diferente! Eu tbm sofri no começo com a Anna Luisa, na verdade acho que meu seio só parou de doer quando ela fez uns 5 meses... Eu tbm sentia dor, sentia desconforto e não entendia esse "prazer" que muitas relatavam. Mas mesmo assim, insisti e gostava de amamenta-la. Meu leite empedrou em uma das mamas e eu quase morri de dor... tanto a dor do seio quanto a dor para esvazia-lo...
Não se sinta culpada em estar expondo isso. Ninguém tem o direito de julga-la. Se você está sofrendo, desabafe. É melhor assim.
Eu usei muito o bico de silicone Than, primeiro pq eu não tinha bico mas ele ajuda a proteger contra as rachaduras e machucados provocados pela força da sucção do bebê e não tem nada a ver usa-lo viu. Não interfere em nada a amamentação.
Eu agora to sofrendo com as mordidas... meeeeoooo Deeeeooos como dóóói! kkkkkkkkkk
Ser mãe é padecer no paraíso... rs
Beijos em vcs gatonas!

Angel disse...

Pois é amiga...

Realmente é um pouco sacrificante...mas é no começo, depois nosso seio se adapta a sucção e melhora, mas isso é uma decisão unicamente sua...
E outra, não se sinta mal em contar isso aqui, ou menos mãe e mulher por se sentir assim....

Seja lá qual for sua decisão...decida vc mesma!!!

BJS...

Naná Jacob disse...

oi amiga, te achei muito corajosa pra se expor dessa forma, deve ter sido difícil, porque por aí tem tanta 'mãe xiita' que até me dá enjoo... forçam a barra pra tudo... e eu acho que quem sabe onde o calo aperta é a mãe que tenta e sente a dor...
existem alguns lugares de apoio a gestante que ensinam a melhor forma de amamentar pra poder amenizar essa dor, sei que não é certo só pegar o bico, ás vezes com jeito tudo melhora amiga....
e você vai poder desfrutar mais desse momento de cumplicidade com sua pequena...

não se sinta culpada, e se todo caso não der mesmo pra continuar não tenha medo de assumir o LA...

não dá pra deixar a Anninha 'ranzinza' com fome...hehehe

beijos pra vcs

saudade

Amanda disse...

Posso ser sincera? Na medida que quer amamentar tenho medo, sabia? Já ouvi coisas terríveis, e mesmo que todos continuem falando que dos de uns dois meses a coisa melhora, só consigo pensar no inicio sofrido e dolorido! E o pior que eu tenho bicos planos, que até se formam com estimulo, mas morro de medo!
Tomara que vcs consigam passar por esse período chatinho e a amamentação se torne algo gostoso!

Bjinhosssss

Sol & Rena disse...

Entendo perfeitamente sua situação!
Você ainda conseguiu amamentar, eu nem isso!!!
Lógico que me senti a pior mãe do mundo, mas era um sofrimento pra mim e pro meu bebê!
Só quem é mãe entende o cansaço e que tem muita mãe que coloca flores em tudo o que não é bem a realidade!
Mas torço pra que logo você sinta mais prazer, mas caso não ocorra, desencane!!!! A gente não é obrigada a gostar só porque os outros dizem que temos que fazer!

Beijinhos

SOL (Mãe do Renan - http://babypuga.blogspot.com/)

Letícia disse...

Than, até hoje, tô pra descobrir que não sofre pra amamentar! Só ouço de quem foi mãe há mais tempo esses "louros" da amamentação. Tenho a impressão de que passou tanto tempo, que esqueceram as dores pelas quais passaram! Só pode!
Olha, vou torcer pra vc se adaptar e para que dê tudo certo, mas se não for bem assim, não fique mal, vc fez sua parte!!

beijos mamãe Than!

Vivia disse...

Cada pessoa tem sua experiência e é muito importante que cada uma fale como foi a sua. Essa é a sua e não tem porque fantasiar só para ser igual a todo mundo (ou boa parte das mulheres), né? Eu, sinceramente, acho que deve doer bastante, mas quando eu tiver um bebê, vou querer amamentar. Acho que aumenta a cumplicidade e mais que tudo é uma "refeição" completa. Apesar da dor, o fato de estar fazendo bem já compensa...

Ah, quanto a poltrona, acho que ainda dá tempo comprar hein? Se você acha que vai ser melhor, compre.

Beijos!!!

Renatinha disse...

Than, lendo livros por ai, eu li uma vez q a LD eh boa, mas se aplicado na longetividade da coisa, nao na quantidade diaria.
Muitas maes dizem q se sentem melhor colocando uma rotina na amamentacao, tanto assim, q a Anna ira ficar com fome e ira mamar perfeitamente caso ela so mame a cada 3/4 horas. Nao sou mae nem especialista, mas procure ajuda nos tantos sites sobre amamentacao, tenho certeza q ira ajudar!
bjus

Juliana Machay disse...

Ainda não tive essa experiência Than, mas vou lhe contar sobre minha mãe, que teve 3 filhos, e não conseguiu amamentar nenhum deles. Foi umas 2 semanas no máximo cada um, e assim mesmo com muita dor. Ela conta que as lágrimas rolavam pelo rosto, pela dor e pela decepção de não conseguir. Até hoje (e o caçula já tem 24 anos) ela diz que se lembra exatamente da dor que sentia.
Preciso confessar que fico muito impressionada com isso.

Blog (abandonado) da Grávida disse...

Sofri muito no primeiro mês. Enfermeiras do Banco de Leite vinham em casa me ajudar e quase nada podiam fazer: a "pega" estava correta, posição do bebê perfeita o peito cheio de leite, os bicos totalmente pra fora. O problema era dor. Muita dor. Se dependesse dos médicos, família e amigos, teria desistido. Diziam que amamentação não tem de rimar com dor. Aconselhavam que era melhor dar leite em pó (as pessoas chamam de "complemento" pra dourar a pílula, mas basta ler o rótulo pra gente descobrir que ali tem de tudo um pouco, até leite em pó). Meu bebê mamava de 2 em 2 horas, às vezes de uma hora e meia em uma hora e meia. Mas aguentei firme. Tive o apoio do meu marido e isso foi a coisa mais importante pra que eu conseguisse superar o primeiro mês. Outra ajuda incrível: uma pomadinha importada super cara, mas simplesmente maravilhosa, que aliviava muito a dor. Andava de topless pela casa, não conseguia colocar sutiã, nem roupa. Não suportava nem tecido roçando os bicos dos seios. Doía como se estivesse em carne viva. E estava! Então os bicos dos seios foram criando uma espécie de "casca", ficaram grossos como cotovelos. Aí foi como mágica: parou de doer. Meu bebê tinha então um mês de vida e aí foi quando finalmente descobri o prazer da amamentação!! Valeu a pena toda aquela dor. Olhando pra trás hoje, vejo que realmente valeu a pena. Meu filho tem uma saúde incrível, dorme a noite toda desde o 1.o mês de vida, é uma criança perfeita, feliz, maravilhosa! Passaria por toda aquela dor novamente! Agora ele 13 meses e continua no peito. Recebo muitas críticas por isso, mas não estou nem aí. Digo que sofri muito no primeiro mês e que agora ele vai mamar até ir pra universidade, pra compensar todo o sofrimento do começo. rs rs rs Coragem!!! VAlerá a pena!

redirect