09/02/2011

A importância do pai...



Daí q derrepente o marido vira PAI.
E nem ele e nem vc estão acostumados com essa mais nova posição dele.
E nem ele se acostumou ainda com o seu novo estado de mãe.
Tá tudo uma bagunça e as cobranças acabam acontecendo. Natural.
A mulher, q até então era somente a mulher, passou a ser mãe e passou acima de tudo a priorizar esse momento, e o pai nem sempre entende.
Introduzir o marido nesse circulo, pode muitas vezes demorar.
Pra mulher, as coisas são mais naturais, a mulher se torna mãe assim q se vê gravida, mesmo q de 2 semanas. Mãe é mãe desde sempre. Pro pai as coisas são mais demoradas, tipo doses homeopáticas.
A criança reconhece a mãe na gravidez mesmo, a voz da mãe e o batimento do coração da mãe são essenciais pra vida do feto, já o pai, é meio coadjuvante nessa história toda, né?
Mas ele vira pai. Uma hora ou outra ele vira pai e isso demanda algumas mudanças.
A ajuda do pai é essencial na vida do bebe e da mamãe, claro. Afinal de contas, a mãe precisa muito de ajuda do pai, seja com o trocar de uma fralda, ou seja apenas pra fazer dormir. A presença do pai é essencial em todos os momentos.
Daí q o pai da Anna Laura é ótimo.
Muitas coisas ele não faz por medo, mas aos poucos ele está se acostumando e perdendo esse medo.
Ele sabe dar banho, troca a fralda, adooora fazer a Anna dormir, mima, brinca,. lota a menina de fotos, conversa, canta, reza com ela, me ajuda. Se eu preciso acordá-lo as 4 da manhã pra me ajudar, ele logo pula da cama sem reclamar.
Tenho q confessar q eu evito muito q isso aconteça.
Dificilmente eu o acordo pra qlq coisa q seja na madrugada. Sei lá, não acho justo. Mas muitas vezes ele mesmo acorda sozinho e se oferece pra ajudar e muitas vezes eu não nego e aceito, confesso tb...rs
Qdo ele chega em casa no fim da tarde, a primeira coisa q ele faz é pegar a Anna no colo. E fica namorando ela...e eu adoro, pq daí eu posso fazer a janta e lavar a louça. Ele só me devolve a pequena qdo ela quer mamar, pq aí ele não pode me ajudar né...hahaha
A ajuda do pai e a presença dele na vida do filho é essencial pro crescimento e desenvolvimento, sem essa presença, tudo fica bagunçado, nada faz muito sentido.
Sou muito feliz pq eu tenho um marido de ouro. Ele é um PUTA pai mesmo. Só tenho a agradecer.
Lógico q muitas vezes ele tb está cansado, mas msm assim não se nega a ficar com ela qdo eu preciso, mesmo q o relógio marque 3 da matina...rs


Toda noite, antes do banho dela, marido pega a Anna e leva ela pro chuveiro com ele. E fica lá por uns 20 minutos e ela AMA. Se enche de sorrisos, e isso estreita demais a relação dos dois.
Muita gente me pergunta se eu não tenho medo de deixá-la la com ele, medo q ele a deixe cair essas coisas, mas eu confio nele 100%, cegamente. Eu sei do cuidado q ele tem com ela e por isso deixo ela lá com ele, fecho a porta do banheiro e ele me chama qdo acabou a horinha "papai-filhinha". Daí do chuveiro ela vai direto pra banheira pro banho de verdade. E ele ainda fica la com a gente esperando o banho dela terminar!
Só ele consegue fazer a cólica dele passar. Não adianta! É só no colo dele q ela relaxa a ponto de dormir mesmo, de roncar! E ai de mim se tento pegá-la....rs...ela beeeeeeeeeerra!...rs


É uma pena q eu só tenho essa ajuda depois das 6 da tarde e de fim de semana. Mas alguem tem q trabalhar nessa casa né???? hahahaha


Posso dizer q eu tenho sorte por ele estar sempre do meu lado.
E pra eu estar falando isso assim, é pq é verdade, pq eu não sou nem nunca fui uma pessoa q puxa o saco...rs...se não fosse, eu nem falaria nada! rs...ele sabe disso!

Obrigada papai por estar sempre nos ajudando e nos amando. 
É vc q nos protege e nos guia.
Amamos vc! :)


Mamãe e Anna Laura!

14 comentários:

airton disse...

me sinto unico, em fazer tudo isso, e estarei ao lado das duas sempre. Amo vcs

• déia musso • disse...

Oi amiga!

Então, mãe é mãe. A gente sente os primeiros movimentos, a gente enjooa nos primeiros meses, o corpo da gente muda, a vida muda. Antes que a deles claro. Sem dúvida.
Mas junto com o neném, acredito que nasce uma nova mamãe e um novo papai e depois disso os capítulos da história da família vão sendo contruindo diariamente, né?

Lindo você relatar tudo, a gente sabe que mãe sempre vai acabar se sobrecarregando um pouco mais, mas afinal, eles ralam o dia todo pra manter nosso "vidão" né? haha

Muito bonitas as fotos do papai coruja com a princesa!!!

Bezinhos nossos,

Deínha e Lilo ♥

Thaline Livia disse...

coisa mar linda ... essa relação... mas me tira uma dúvida amiga.. Anna Laura já toma banho de chuveiro? bjooo

Than disse...

Tha, nao, ela toma banho na banheira mesmo, mas ela vai pro chuveiro com o pai pra aguinha quente cair na barriguinha e costas só...rs...ela AMA...super recomendo...rs...mas o ideal é ir com o pai! Com a mãe o bebe fica procurando as peitolas...rs..nao da muito certo!
Mas sem sabonete sem nada, pq pode escorregar!
Experimenta...rs...é otimo! A Anna Sophia vai amaaaar!

Bjos

Angel disse...

Sem dúvida Than... a presença dos papis é muito importante não só pra gente, pois ajuda demais, mas tb para ambos ( papais e filhos) pois como tu dissestes...estreita a relação, uma vez que por enquanto o mundinho deles gira em torno de nós, mães, então, papai por perto é mais carinho, ajuda, atenção e amor!!

BJS..

Ariele, disse...

Que lindos! :)
Meu marido nunca teve essa idéia, mais concerteza depois de ver essas fotos acho que ele vai adotar a idéia, a Eduarda já tem 6 meses é mais espuleta, mais não custa tentar! hehe..Beijos! :*

Cláudia Leite disse...

Than,

Acredito que além da ajuda que os papais dão o que nos deixa mais felizes é o fato de saber que o vínculo entre papai e bebê se reforça quando o papai participa. É aquele lance de saber que se algo acontecer com a gente alguém estará alí para dar todo o carinho que ela precisa, nos dá segurança ver que esse relacionamento está fortalecido, neh?

bjo!

Lu disse...

Q delicia! Realmente o papel do pai é muito mais importante do q imaginamos! Estou louca pra ver o Ariel como pai! Acho q ele vai pirar, se hoje em dia os olhos dele se enchem de lágrimas só de imaginar o filho e a vida deles juntos!!

Beijos!

Fá, Mãe da Ana Luiza e do Gustavo! disse...

Que pai e marido fofo!!

Como diz o ditado: "não basta ser pai, tem que participar!"

Beijos

Amanda disse...

Aqui em casa tenho um projeto de pai, sim pq ele mesmo concorda que pai mesmo é dps que o neném nasce, vejo ele meio enciumado por eu sentir ela mexer, essas coisas, mas ele está cheio de ansiedade, se preparando para o grande momento!
O Airton realmente parece ser um grande pai, e um ótimo marido, parabéns à vcs duas, por porem contar com um homem a seu lado que realmente faz a diferença!

Bjinhos

Mamãe Jú disse...

Parabens ao papai... porque amiga isso é mto raro...
Amanda hoje tem 1 ano e meio... e agora que chama pelo pai .. e mesmo assm ele fica 5 min com ela e me devolve... as vezes nao da tempo nem pro banho...
a minha sorte é que meus pais estao sempre por perto...
Ele nunca trocou uma fralda, nunca deu um banho sozinho...nada.
Parabens ao papai...
Sorte da Anna e da mamãe.

Michele disse...

Than, a gente se "fala" por telepatia, só pode ser! Eu tava aqui justamente pensando em escrever sobre a importância do pai na criação dos filhos... e quando te li, vi o meu marido! haha A Clara também só sossega com as cólicas no colo dele e ele morre de medo de fazer algumas coisas, mas troca fralda, levanta assim que ouso mencionar seu nome (embora eu tbe evite a todo custo, já que eu não trabalho e posso cochilar durante o dia) e só não dá banho. Disse que vai esperar ela crescer um pouquinho! rss É muito bom podermos contar com maridos-pais assim... nos sentimos mais seguras por sabermos que os temos por perto!

Quando ao post anterior, sempre fico pensando quando a minha pequena vai sorrir de verdade, esticar os bracinhos pra vir no colo e falar o tal abuuuu... já com 2 meses??? Logo tá aí! Iupiiii!!!

Than, às vezes eu acho que ela pega no sono muito mais fácil em outros colos do que no meu. E me sinto menos amada (aloka!), menos querida! Tipo: minha filha não me ama e não me quer, sabe? hahaha Li num outro blog que o bebê luta pra dormir porque não quer se "separar" da mãe, o que não ocorre em outros colos, mas fico chateada com ela berrando comigo e parando de chorar com outra pessoa. É só comigo que isso acontece?

Um beijo, gatona!

Márcia disse...

Esse contato com o pai futuramente irá trazer bons frutos. Eu não tive esse contato com meu pai, então nossa relação é muito distante. Passo meses sem falar com ele e não sinto falta, é uma pena isso acontecer, e com certeza, esse vinculo que seu marido e sua filha estão criando jamais se romperá.

aninha disse...

Que lindo!!!
É maravilhoso para uma criança ter um pai assim... tão presente!
Que Deus abençõe cada dia mais essa familia linda!
bjO

redirect