23/03/2011

Ta acabando!

 
Pois é...
Segunda, dia 28, eu volto a trabalhar.
A princípio, as férias q eu tenho direito, serão prorrogadas, sei lá.
Só sei q terei q voltar dia 28 no horário NORMAL.
Já ouvi muita coisa de muita gente, principalmente que mulheres que estão amamentando, tem direito a 1 hora por dia pra poder fazer isso.
Poderia entrar meia hora depois e sair meia hora antes, por exemplo!
Mas lá na empresa me disseram q não existe isso!
Confusa, marido perguntou pra uma advogada do trabalho e ela confirmou. Pela lei tenho sim essa 1 hora diária. Mas q seja...1 hora é NADA né gente?
Anna Laura depende de mim pra tudo. Inclusive dependência emocional.
Ela só dorme mamando no peito, segurando meu seio e meu dedo, como quem tem medo q eu vá embora, e deixá-la o dia todo pra ir trabalhar parte meu coração e eu fico imaginando ela sentindo saudade de mim, precisando de mim, e eu longe!
Não critico (e nem posso) as mulheres q escolhem voltar trabalhar logo após o fim da licença. Eu mesma sempre cogitei voltar. Mas a realidade é outra completamente diferente.
Bom, deixaremos a Anna com a minha sogra aqui em casa mesmo.
E isso implica uma mudança de 100% na rotina dela tb!
E se tem uma coisa q eu detesto é fazer com q as pessoas mudem tudo, pra me "ajudar". Não gosto e não aceito!
Mais uma coisa pra me contrariar nessa história!

Óbvio q eu queria voltar a trabalhar numa boa (mesmo duvidando q mulheres q voltam, voltem de boa...rs). Queria poder deixar a Anna numa creche de confiança, por exemplo. Mas ñ consigo. Não dá simplesmente!
Minha mãe, por exemplo, é coordenadora de uma creche, maaaaas, que não aceita matrículas de parentes. Neta então, nem pensar!
A creche é otima, maravilhosa, limpa, de uma qualidade q é indiscutível, mas Anna ñ poderá nunca estudar lá! A não ser q minha mãe não trabalhe mais lá, mas isso é coisa q eu não desejo, claro! Minha mãe trabalha lá acho q há uns 16 anos já!
A creche é pública e é a única em q eu deixaria a Anna de olhos fechados.
Pelo menos, na idade dela hoje, só lá!
Nem perdi meu tempo indo atrás de outras pq eu sabia q eu não teria coragem de deixá-la.
Gente, ela tem 3 meses só!


Já ouvi muita crítica do tipo: "Ah mas vc tem q deixá-la numa creche, pra acostumar..." , ou "Não deixe nunca de trabalhar por causa dos filhos, no futuro vc vai se arrepender.." ou "Como vc é boba!" etc e tals.
Deixo ela numa boa numa creche, escola, q seja, qdo ela tiver 1 aninho por exemplo. Não de boa, mas aí sim é uma idade onde ir pra escola só traz benefícios pra criança, com 3 meses eu custo a enxergar esses benefícios!
Não vai rolar mesmo, então q se dane as críticas!


Mas de qlq forma, eu terei q voltar a trabalhar dia 28!
Com ou sem creche, com ou sem vontade, com ou sem coragem!
Nem falemos de vontade, pq essa sim eu tenho, por incrível q pareça!


O q fazer?
Passar o dia todo sofrendo?
Com saudade da pequena?
Com meu peito vazando? (sim, mesmo meu peito nem estar dando tanto leite assim mais, se eu passo horas sem dar a ela, ele vaza!)
Com a cabeça muito mais aqui com ela do q lá?


Enfim....
Não vou negar q eu to sofrendo e triste com isso!
Eu não imaginava q seria TÃO RÀPIDO e tão doloroso ter de voltar!
Fora q gente, dia 11/04 ela tomará a segunda dose da vacina Tríplice, aquela da febroooona! Imagina eu trabalhando sabendo q ela ta aqui com febre??????????????????????????????? Não rola!


Então é isso!
Dia 28 eu "volto" a trabalhar!
As aspas são pq eu não sei se eu to preparada de vdd!


Beijos

17 comentários:

Lu do Deninho disse...

Ai que triste ter que deixar a princesinha.....nem quero imaginar o meu dia.....alias nem sei o que vou fazer depois da Julia nascer....

bjuss

Ana Paula disse...

Difícil né...

De qq forma, por mais chato que seja as pessoas dando pitaco no que deve ou não fazer, acho válido vc conversar com quem já passou por isto, com quem vc tem consideração, porque exemplos pode nos ajudar.

Sobre a amamentação lembre-se: É O SEU DIREITO. Se é algo que quer fazer, lute por ele. Quanto mais informações temos, menos somos passados para traz. A empresa não pode criar regras próprias, quando se há uma legislação que determina o que se pode fazer ou não.
Então, não deixe de amamentar porque a empresa não quer. Se você conversar, mostrar todos os seus argumentos baseados em leis, jurisprudencia e tudo, creio que eles não falaram não.

Vc já não pôde usufruir dos seis meses de licença, e agora não pode amamentar uma hora?

Bjs!

Val disse...

Oi Than

Nossa menina, super sofro por antecipação com isso... Aqui nos EUA não existe licensa maternidade. A empresa dá se quer! A minha empresa até q é bacana, dá 3 meses e disponibilizam a enfermaria para "ordenha" 3 vezes ao dia... E aqui não tenho família, então é creche, pronto e acabou! E eu consigo imaginar sua angústia... Mas temos que pagar o leite das crianças, não é verdade? Então "we do what we gotta do"!

Beijos e tenta ficar bem...

Anônimo disse...

Olha, converse com o pediatra! Eu troquei essa 1h diária até os 6 meses de amamentação por mais 15 dias em casa! e a empresa tem que aceitar sim, é direito seu ué?
O pediatra que faz o pedido, solicitando mais 15 dias em casa por conta de amamentação, ele deve saber, costuma ser bem comum!
Boa sorte e que Deus ajude vc nessa volta, nao é fácil, mas tudo ficará bem!

Giovanna baby!! disse...

Difícil não...quase impossível!!!!!!!
Eu passei pelo mesmo dilema, e não resisti, a mamãe optou por ficar mais uns meses em casa. Eu terei que depender financeiramente do papai agora, mas é por uma ótima causa. Tb tenho muuuitos receios com escolhinhas e creches...as notícias de violência e maus tratos estão aí tooodos os dias e ao contrario de ti eu não tenho ninguém aqui perto pra ficar com ela.
O mundo não acabou...recomeçaremos a vida profissional logo-logo.
Agora temos alguém mais importante que precisam dagente por um tempinho a mais...Eu te apoio 1000%

E nem me fala em vacina.....:(

Cláudia Leite disse...

Este assunto me preocupa bastante, desde o início da gravidez.
Me dói pensar nisso agora, imagino então quando a Isabella nascer.

É seu direito sair 1 hora mais cedo, devido à amamentação. Isso está na CLT: Art. 396 - Para amamentar o próprio filho, até que este complete 6 meses de idade, a mulher terá direito, durante a jornada de trabalho, a 2 descansos especiais, de meia hora cada um.

Mas é difícil fazer valer nosso direito neh? As empresas gostam de complicar...

Este sentimento que vc tem agora é compartilhado por muitas mães. Conheço algumas que choraram muito no início mas conseguiram se manter trabalhando e outras que praticamente perderam a razão de qualquer coisa por estar longe de suas pequeninas crias, e acabaram optando por ficar em casa.
Eu pensei muito em ficar em casa por uns meses após a nascimento da Isabella, mas acredito que nas condições atuais não será possível... contraímos dívidas não planejadas- e quem nem são nossas- e por isso pensar em parar deve sair da minha cabeça, para não sofrer mais.

O que pode te deixar um pouco tranquila é que sua sogra estará com ela, é alguém da família, que só quer o bem, que tem experiência, que a ama. E será por pouco tempo neh? Sei que todos estes fatores não tiram seu sentimento de angústia, porque esta fase é difícil mesmo.
Mas olha só, terei que deixar minha bebê aos 3 meses no berçário, em período integral... isso é muito doído.
E lembre-se: temos muita dó de nossas filhas, mas sempre esta separação é mais dóida para as mamães. Crianças se adaptam à tudo, pode dar trabalho mas se adaptam.

Bjo!

Faça ou Desfaça disse...

Olá minha linda!
Realmente não é fácil mas, não é Anna Laura q depende de vc pra tudo. Inclusive dependência emocional, ..é a gente mesmo que acha que depende. Afinal ela ficará com a melhor pessoa possível pra isso: sua sogra.
Sabe que poderá tb contar comigo em qq situação...agora já até pego Anninha no colo rsrsrs A época que tenho receio é recém nascido rsrsrr
Sofrer, de agora em diante, será hiper normal..eu sofro até hj e olha q a Tatica já tem 35 anos(em off pq daqui a pouco terá a minha idade rsrsr).
Decisões maternas que independe mesmo da nossa vontade é f...a mesmo.
E, depois vc voltará pra casa todos os dias e a verá lindinha e feliz como sempre.
Estou ainda no Rio mas voltarei logo.Tati estará esse fim de semana em Sampa tb.
Cuidem-se!
Beijocas carinhosas

Poly disse...

Ai Than, eu não voltava.. kkkkk
Mas fazer o que né? Não ligue pra criticas viu! Bjs Poliana

Adriana Bandeira disse...

Ah, complicado... por isso optei por não voltar, eu ja teria retornado há uma semana, acredita? Não, nem a pau. Vou ter que contar com meu marido, passar um apertozinho financeiro, e quem sabe não faço uns por fora?
E quanto amamentar, vc tem direito garantido por lei e não é o seu patrão quem decide isso, tá?
Beijo, boa sorte!

Ale Ribeiro disse...

Aiin Than, to sofrendo junto, so de imaginar!! Eu tmb não colocaria em creche não, acho que ela é mto novinha mesmo...
Não adianta o povo dizer "eu não voltava, eu não vou voltar, bla bla bla bla", se vc precisa voltar, sei que é triste, vai doer, vc vai sentir falta, sofrer etc e tals, mais é necessário, super te entendo, e críticas sempre vai ter, seja lá o que vc decidir, o povo adora ser do contra! Rs
Mais me diz, por lei não eram 6 meses agora a licença? E essas férias ai, pq não te deram?? E acho que vc devia sim falar dessa 1h e entrar ou sair mais cedo, ja que é seu direito (uma hora a menos de sofrimento rs)
Bjo Bjo
#tocontigo sofrendo junto!

CAROL SATYRO disse...

É Than, cada um com a sua realidade. Eu, mesmo antes de engravidar, já tenho essa consciencia de que não terei nem mãe e nem sogra para contar. Vai ser eu, marido e bebê, ou seja, sou realista e tenho meu pézinho bem fincado ao chão para saber que se eu não for estavel financeiramente o suficiente para deixar de trabalhar, com 4 meses meu bebê irá sim para uma escolinha, mas sei que não é um processo fácil.

Aproveita que vc pode contar com sua sogra...

Agora, sua mãe trabalha com isso há muitos anos, qual a opinião dela? Leve isso em consideração tbm.

Beijos

Naná Jacob disse...

ai amiga, dá agonia só de pensar, achei muito pouca essa licença, e que sacanagem não deixaram ela ficar na creche que sua mãe trabalha....

tbm não gosta desse negócio de mudar a rotina das pessoas, mas não tem outro jeito né?!

Veja com o marido, se ás vezes dá pra segura as pontas por um tempo, ou o que nesse momento é mais importante, talvez dá pra procurar outra coisa depois, talvez existam outros rumos...

desejo que tudo fique da melhor forma possível pra vc e pra ela..


beijoooss pra vcs

Karina disse...

Essa para mim foi sem duvida a parte mais complicada. Tanto que voltei fiquei uma semana e parei. A Duda tava com 3 meses, hj ela ta com 4 meses e estou voltando a trabalhar, mas de uma outra forma, com meus horários e espero que tudo de certo.

Mas faça sempre o que você acha melhor, sem pensar em opinião e criticas, por só você sabe onde teu calo aperta e o que te faz bem...

E a 1 hora de amamentação é lei sim!

Bjão

Déia disse...

Oi querida,

Juro, chorei lendo seu post. Sei exatamente o que está sentindo. EU JAMAIS deixaria meu filho de 3 ou 4 ou 5 meses numa creche, pra mim, é muita judiação. Só quem não tem outro jeito mesmo!
A lei de 6 meses de licença não foi aceita? Eu tinha ouvido algo a respeito.
Acho que nenhuma mãe fica tranquila. A minha, pediu pro meu pai para deixar de trabalhar, fizeram as contas, economizaram e só ele trabalhou.
Eu, graças a minha profissão, atendo poucos pacientes por dia, Leo fica com a minha mãe e eu volto correndo, cheia de saudades!
Querida, queria ter algo de bom, milagroso, surpreendente para lhe dizer, mas só digo : força e paciencia. Mas, lute pelos seus direitos e faça a lei prevalecer!
bjkas

Lu disse...

Oi Than! Conforme as meninas ja disseram está na CLT que a mulher tem direito a 2 periodos de meia hora cada para amamentar.Quem mora perto uso um periodo pela manha er outro pela tarde. Quem mora longe prefere untar os dois. A empresa não pode se negar até os seis meses da criança, é obrigada a aceitar, entao faça valer seu direito. Se eles se recusarem procure o ministério público do trabalho e saiba que pode até processar a empresa civilmente. Além disso o Estatuto da Criança e do Adolescente também trata do aleitamento no art.9., determinando que os empregadores (e poder público) devem propiciar condições adequadas para o aleitamento materno, assim se a empresa quiser te impedir vc tb pode fazer uma denúncia no ministério público estadual. Não deixe que eles cometam este abuso com vc e com a Anna. Bjo!

Andrea Fregnani disse...

Lá vou eu dar meu pitaco...a Alice fez 7 meses, mesmo antes de engravidar combinamos que eu ia parar de trabalhar para cuidar dela, sou professora de inglês, e acertamos o orçamento para podermos fazer isso, faz 1 mês que voltei a dar aula em casa, pela manhã e final da tarde o pai cuida da pequena para que eu possa dar essas aulas.
Cada dia de convivência com minha filha tenho certeza de termos tomado a decisão certa, depois que ela for pra escolinha, qnd estiver pronta (acredito que por volta de 2 anos e meio) volto a trabalhar meio período. Essa é a realidade aqui de casa, cada família é diferente, e vc tem que ser respitada pela decisão que tomar, espero que tenha ajudado com alguma luz.
bjs

Mamãe Jú disse...

Eu me vi nesse dilema... e é por isso que digo que vc tem que fazer o uqe vc acha melhor, nao importa o que os outros dizem. Eu optei por fazer acordo e ficar em casa até Amanda ter um ano..
Agora Amanda fica com minha mae, e vai ir pra creche só aos dois anos...
as pessoas vivem falando e dando suas opinioes que eu ouço e processo só o que acho válido.


Afinal sei uqe existem mtas coisas pra ser melhorada...

Estou feliz, com a consicencia tranquila que fiquei com minha filha enquanto ela era tão dependente... e nao me arrependo nao...

Ah, va guardando o leite amiga... eu tinha conchas de armazenamento e ia colocando na geladeira...
no dia seguinte ela toma seu leite.

e vc tem direito sim de sair e amamentar ela...

bjao

redirect